sexta-feira, 11 de julho de 2014

E do que é feita a poesia?


A poesia da minha vida é você. Não são minhas histórias inventadas. Não é o jeito como os galhos das árvores balançam com o vento. Não é jabuticaba madura. Não são as músicas do Vinícius. Não é a roda de samba que encanta e faz bailar. A poesia que existe em mim, é feita inteiramente de pedaços seus. Mas não vem apenas do seu sorriso iluminado. Não é o seu afago aconchegante. Não é o jeito que me faz ninar. Não é o que eu sonho com você todos os dias. É sua essência... É sua luz... É tudo isso que citei anteriormente com tudo o que eu não sei explicar, mas não se engane, eu sei sentir. E como! Como um tambor em uma música xamã. Pausado e marcante, o coração bate! Quando os poros arrepiam um à um, de sentir o seu cheiro. Inclusive quando não está. E eu respiro ofegante, e depois fundo e lento. Controlo-me. Contraio-me. Conduza-me, meu bem. Você é minha poesia. Metaforicamente: Eu papel, você lápis. Atrita-me!   

3 comentários:

  1. Quando alguém faz poesia em nós, isso é amor.

    ResponderExcluir
  2. Você é incrível, Letícia! Belas palavras, como sempre. :D

    ResponderExcluir
  3. Literalmente um amor "entranhado".
    Lindas palavras.

    ResponderExcluir