quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

De onde e pra onde?

É uma quinta-feira calorosa, 25 de janeiro de 2018. A lua está imensa e reflete no mar calmo de Pernambuco. Eu poderia falar que o vento balança meus cabelos, mas estaria mentindo. Nada se move à não ser a água e as pessoas. Não me pergunte como cheguei aqui. Não que eu não gostaria de te contar, mas há partes da história extensas demais para serem escritas à mão, sentada na areia de frente para as ondas. Queria que você estivesse aqui comigo para dispensarmos as cartas. E não me venha com essa de que estamos patrocinando os correios, aliás, eles também entregam contas. E existem o quádruplo, ou o quíntuplo, seiláeu, de boletos a mais que cartas desoladas.  Eu havia me esquecido de como o mar tem a capacidade de me proporcionar paz. Estou ainda com a mochila nas costas, crê? Ficarei uns dias em um hotel aparentemente perto da casa em que morei quando criança. O único endereço que consegui. Espero que seja o certo. Que ainda tenha alguém por lá. Ou ao menos alguma notícia. Desculpe-me por sumir essa semana, principalmente agora que tudo estava dando certo, sou muito decidida em relação à onde quero e vou chegar. Mas a necessidade de saber de onde vim, de resgatar a minha raiz, grita estrondosamente. Esperei 27 anos para vir atrás do sangue do meu sangue e sei lá quantas vidas para te encontrar. Se tudo der certo, voltarei em algumas semanas... Se nada der certo..... Hey, pera! Já deu! Voltarei em algumas semanas, com flores às mãos e pães de queijo quente para o café da manhã.

Amo você.

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Dono da Razão

Pés no chão gelado, "Você não sente frio?"
Ficou calado
Fitou o fim da estrada
Cambaleando, seguiu em frente
"Não tens medo de se perder?"
"Oras, meu único medo é jamais sair dos trilhos"


sexta-feira, 31 de março de 2017

Brilhe

Psiu! Você que diz para alguém que tudo irá melhorar e acredita fielmente nisso... Você que sorri para desconhecidos nos corredores da vida. Ow! Você que acordou hoje dando um salto da cama ao pensar "Mais um dia!", você que não tem vergonha de pegar amora do pé, que as vezes arrisca tomar banho de chuva, que não tem medo do bicho papão, que abraça demorado! Você que pede perdão e principalmente você que perdoa mesmo quando ainda ficou uma cicatriz! Você que viu um desconhecido passando necessidades e o ajudou mesmo sem que o mesmo tenha solicitado. Você que leu até aqui e alguma dessas frases te caiu como uma luva... Quero te agradecer imensamente por existir!  Continue brilhando!

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Por todos os lados e todos os cantos

Eu canto que é pra te encontrar pelos ares e te roubar despretensiosamente para uma xícara de chá.
Assovio um doce som que é pra ver se te alcança na esquina e quem sabe fazer com que você vire o pescoço para deslizar no meu olhar. Aprecio seu cabelo voando com o vento apressado e posso jurar que os vejo acenar "até logo!". Desce a rua no teu caminho que eu vou atrás colhendo as flores que você deixou cair. Desce a rua no teu caminho que eu vou de fininho perseguir-te até a trilha do trem.
Trem esse que me dura longas horas de viagem e pela janela cada pessoa que aparece tem um traço teu. Você é o pedaço bom de toda gente que há no mundo e dia após dia eu vou descobrir um pouco mais de você.

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Guarde com carinho


Já parou pra pensar em como a vida passa rápido? Faça uma breve retrospectiva dos seus dias e veja quanta coisa mudou. Coisas que você não imaginaria que acabaria, acabou. Encrencas em que você se meteu e imaginou que por essa não passaria... Passou! Momentos mágicos que você desejou eternizar e num piscar de olhos se viu voltando para a casa... “Já?!” A pergunta é: O que você guarda dentro de você? Não somos as roupas que vestimos ou rótulos que nos colam na testa... Somos a Vivência! Enquanto dermos ouvidos à meia dúzia de terráqueos ociosos prontos para “despretensiosamente” nos atacar, estaremos contribuindo com os mesmos. Somos únicos exemplares, não existem histórias idênticas... Tudo depende do ponto de vista de cada um, então que possamos de uma vez por todas ter empatia e entender que não é porque não concordamos com algo que o outro de fato está errado. Guarde suas histórias! Repito: Guarde suas histórias desde as mais belas às mais frágeis com o maior carinho que for capaz de pulsar, pois você é o que você vive. Você é o Ontem, hoje e amanhã... E o que realmente importa é esse instante e o que você fará com ele de acordo com o que já passou e o que almeja alcançar. 

sábado, 16 de abril de 2016

Cartas em memória a quem já partiu


Agora eu deixo as roupas bagunçadas no canto do quarto sem ouvir resmungos, viro a noite com a janela aberta sem que haja surtos sobre possibilidades de entrar uma barata e tomo o final da Coca-Cola no gargalo. As ruas dessa cidade estão mais coloridas, as flores chegam a sorrir... Comigo não é diferente. Embora meus passos não sejam calculados são sempre em frente. Éramos estrelas perdidas no céu e hoje vejo: Sou a parte de um todo que não se reparte... Eu poderia ser um átomo! Eu poderia ser tanta coisa que não sou, mas não seria eu. Entre cantar de cornetas e mexer de maestros prefiro a calmaria real. O silêncio, o amor, a prece.  Prefiro esses dias em que me deito de peito aberto para o céu e enxergo tudo aquilo que antes não havia tentado. Com os olhos da alma te observo melhor e com todo o carinho te digo e repito: Vá brilhar Estrela.... Vá brilhar... Ilumina o céu de São Paulo até Belém do Pará. 

sábado, 5 de março de 2016

Recado aos terráqueos

A vida é curta e indiscutivelmente eficaz. Saibas viver e herdarás moradas melhores, viva um caos e estagne-se na injúria terrena. Agradeça à Terra sempre que te lembrares e a peça perdão pelas energias negativas que compartilhou com ela. A Terra é uma parte de nós.... Se emanarmos coisas boas ela terá uma maravilhosa saúde, se continuarmos sendo egoístas e pessimistas ela ficará cada vez mais doente... E não se engane: Nós precisamos dela tanto ela quanto de nós.