terça-feira, 23 de agosto de 2011

Nua e crua.


- Hey mãe, sabe quando a gente está naquele calor embaixo do sol, quase derretendo... E bate aquele vento fresco?
- Ué... É um alívio...O que tem?
- Ô mãe, sabe nos dias de frio fortíssimos, quando a gente fica debaixo do cobertor quentinho e ainda toma chocolate quente?
- Hm... É a coisa mais confortável do mundo, a gente não quer mais sair... Mas porque dessas perguntas aleatórias?
- Sabe também quando a gente fica sentada nas nuvens mamãe? Brincando com as fadas e borboletas pelo céu azul ou então apenas rolando na grama verde, feito uma criança brincalhona?!
- Nas nuvens? Fadas? Filha você está bem?
- É que outro dia você me perguntou o que eu sentia por ela, e eu não soube responder. É assim que eu me sinto todos os dias quando estou com ela mãe! Quando nossos corpos se entrelaçam a minha alma ilumina mais do que esse pôr-do-sol está iluminando nossos olhos agora!
- Você está apaixonadamente bêbada, cuidado pra mais tarde não cair do cavalo.
Meu corpo mecânico puxou a rédea do cavalo que inclusive o fez relinchar e mamãe continou:
- Você entende tudo ao pé da letra né, menina? Vamos voltar ao Galpão porque já está escurecendo.
- Vou ficar por aqui! - Disse empolgada.
- Porque?!
- A estrela cadente vai passar e eu vou lançar energias em um pedido:
- ?
- Eu quero tê-la para sempre!

18 comentários:

  1. Deu pra imaginar. Tão doce e encantador. Beijo no coração!

    ResponderExcluir
  2. sim, artes cênicas! hehehe! sou ator. bjos

    ResponderExcluir
  3. "A estrela cadente vai passar e eu vou lançar energias em um pedido:
    - ?
    - Eu quero tê-la para sempre!"

    Se isso teve minimamente a ver comigo (e mesmo que não tivesse), EU quero ver várias destas estrelas para fazer o mesmo pedido.

    Amo Muito.

    ResponderExcluir
  4. Que lindo texto. Inspirador, me fez viajar nele. Está de parabéns. E que você a tenha para todo o sempre.

    -> Poxa, usa o tradutor no meu blog, quando for assim. De repente, em espanhol você consiga entender melhor, né? =)

    -> Beijos, e tô adorando suas visitas no meu blog!

    *DB*

    ResponderExcluir
  5. Esse estado de torpor sentimental também me cai tão bem...Quero pra sempre. Vou pedir pra estrela e dizer que abro mão do chocolate quente, se for o caso.

    ;)

    Um beijo, Letícia.

    ResponderExcluir
  6. Que lindo *-* de verdade. Amei tanto *-* doce infantilidade adulta que ainda marca presença.

    ResponderExcluir
  7. Sou casada sim! :) E tenho uma filha de 2 anos, tenho 24 :)

    ResponderExcluir
  8. muito bonito e encantador.. *-*

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. uau! que coisa mais linda, Letícia.

    é assim mesmo que eu me sinto ao lado do namorado. amor é a coisa mais linda do mundo.

    bjoca

    ResponderExcluir
  10. Letícia, que coisa mais linda!
    Fiquei encantada com a simplicidade e doçura que encontrei nessas palavras. Não sei mais o que dizer, esse teu jeito simples e rico de escrever é lindo, parei no tempo quando li esse texto e no final me arrancou um sorriso seguido por vários suspiros, é lindo. Beijo. :3

    ResponderExcluir
  11. Lê que coisinha mais adorável. Tão doce e divertido, um cotidiano cheio de cor. Alias, eu amo cavalos, haha. Quero várias da mesma estrelinha. Lindo, lindo, lindo texto! Parabéns, beijos @lovlovemedo.

    ResponderExcluir
  12. Eu adoreii falar mais o que? Muito bom mesmo!

    Espero que você tenha uma ótima tarde um beijo enorme!

    Espero por você no Alma!

    ResponderExcluir
  13. Fico feliz quando ganho uma estrela cadente do céu e faço o mesmo pedido há oito anos.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  14. Que lindo ^^

    Realmente estar apaixonada nos faz sentir tudo q vc descreveu e ainda mais (a parte q nenhuma palavra consegue descrever)

    Espero q a estrela tenha ouvido seu pedido.

    Beijo, boa sorte garota.

    ResponderExcluir
  15. que lindo, como disse um comentário ali em cima quero ver várias dessas estrelas lol

    post novo no blog passa la ^^
    http://chiqueeordinario.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. A singeleza das tuas palavras são tocantes. É quase um conto, apesar de tão curto. Lê-lo, permite que entremos em um universo paralelo, terno. É tão verosímil que dá para sentir a grama, a brisa e a intensidade do pedido.
    Belíssimo!

    ResponderExcluir